Centro de Saúde Escola participa do Ocupa ENSP

Centro de Saúde Escola participa do Ocupa ENSP
O Centro de Saúde Escola da Ensp participou do evento promovendo oficina de cartazes na sala de espera da unidade.

Annalu Pinto da Silva.

Centro de Saúde Escola participa do Ocupa ENSP

Na quarta-feira (1/6), às 9h, o Centro de Saúde Escola da Ensp participou do evento promovendo oficina de cartazes na sala de espera da unidade.

Com o nome de OcupaENSP, a proposta é fazer uma ocupação produtiva para a criação coletiva de uma frente a favor da democracia. O evento contou com debates, intervenções culturais e uma caminhada em Manguinhos, junto com os agentes comunitários de saúde, que estão se mobilizando contra duas portarias do Ministério da Saúde que alteram a composição das equipes da Estratégia de Saúde da Família.

Diante da atual crise conjuntural que assola o país, com devastadora repercussão na Saúde e Educação, somos intimados a nos mobilizar na luta pela garantia de nossos direitos arduamente conquistados. Com isso e em defesa do SUS e da democracia, nós, enquanto residentes em saúde da família, participamos do ato #ocupaENSP através da realização de uma oficina de cartazes na sala de espera da unidade, afirma Thais Sena, residente multiprofissional.

A atividade teve como proposta principal mobilizar a população contra as ameaças ao nosso sistema de saúde. Buscamos também informá-la sobre as portarias 958 e 959, do Ministério da Saúde, que deixam a critério dos gestores a contratação ou não de Agentes Comunitários de Saúde para as equipes de saúde da família. Os incríveis resultados da atividade só reforçam a riqueza da participação popular e da construção coletiva, importantes princípios que regem o SUS, conclui Thais.

Abaixo a programação do #OcupaENSP

-8h30 à 12h: Oficina de cartazes
Local: Centro de Saúde da ENSP

-8h30: Recepção musical e panfletagem
Local: Pátio da frente ENSP.

-9h: Oficina de cartazes conjunta com o comitê "Fiocruz pela democracia".

-9h30 às 12h30: TRIBUNA
“Precisamos falar sobre democracia!”
com Cecília Boal (psicanalista / Instituto Augusto Boal) e Rejane Hoeveler (professora e pesquisadora em História da UFF)
Local:Auditório do térreo.

-12:30 às 13h30: Interlúdio musical e microfone aberto

-14h: Caminhada dos ACS em Manguinhos. Concentração em frente a Estação de trem de Manguinhos

-13h30 às 16h30: DEBATE
“Qual o papel do sanitarista no contexto político atual?”
com José Wellington (pesquisador ENSP/Fiocruz) e Lígia Bahia (pesquisadora IESC/UFRJ
Local:Auditório do térreo.

-16h30: Chamada para o ato: “Todos por elas” Local: Cinelândia